Contax T2 - TriX 400 . 2015

Tempos caricatos estes.
Sem contar, a civilização tropeçou num buraco e confrontra-se agora com a sua fragilidade. Ao mesmo tempo que somos forçados a abrandar, em poucos dias a natureza reclama o que é seu por direito com toda a sua força. Nada há que temer, o planeta sobrevivera depois do Homem, pelos vistos. Ainda que uma boa parte volte ao que era, depois de termos interrompido a vida 'normal' por algum tempo, espero que este sirva como um tempo de reflexão em relação aos comportamentos de cada um e que isso possa elevar a uma construção de um mundo melhor para quem cá fica.
Nada há que temer, já foi assim mais vezes, basta abrir um qualquer livro sobre a nossa história. Os mesmos que contam que depois de grandes cataclismos vem boas novas e avanços civilizacionais. Assim o espero, é a mentalidade de um positivista, até lá stayhome e lavem as mãos.

Para quem fotografa existem dois momentos criativos. O momento 'fora' de casa em que se fotografa tudo o que é passível de ser registado. O momento de recolha, em que passamos horas e horas a consultar o nosso arquivo e a compreender o que se tem andado a registar nos últimos tempos. Ainda que a primavera esteja a dar início ao seu cíclo e a vontade de sair é maior do que estar em casa, consultar o arquivo neste momento é mais imperativo para o bem de todos. Mas também é possível registar dentro de portas.

Contax T2 - Ektar . 2015
Contax T2 . 2015
Nikon Fe - Ektar . 2014
Nikon Fe - 400tx . 2013
Nikon Fe . 2011
Ektar 100 . 2014
Nikon F60 . 2011
Olympyus MjuII . 2016
Hasselblad 500 . 2011
Nikon Fe - Reala 100 . 2013
Pentax Espio 120 . 2011
Olympus MjuII - Superia 200. 2012

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to Top